ACADÊMICOS DE ENFERMAGEM ORIENTAM SOBRE HANSENÍASE EM POVOADO DE BARREIRAS

05_opt

Os acadêmicos do 9º semestre do curso de Enfermagem da Faculdade São Francisco de Barreiras (FASB) levaram na última terça-feira, 5, orientações de prevenção e tratamento da Hanseníase para os moradores dos povoados Quente Frio e Sítio do Livramento, em Barreiras. Durante ação, que integra a atividade do estágio curricular em saúde pública do curso de Enfermagem da FASB, eles alertaram para os principais sinais e sintomas da doença, que se manifesta principalmente na pele por meio de manchas brancas ou vermelhas e aumento da consistência da pele.

A apresentação reforçou a necessidade de tratamento da Hanseníase que também prejudica a perda de sensibilidade principalmente nos olhos, mãos e pés, além de perda de força muscular nas pálpebras e nos membros inferiores e superiores. O morador Edvaldo da Silva Carbalho, 45, prestava atenção à apresentação. Ele sofreu durante dois anos com os graves sintomas da doença. “Hoje estou 100% tratado mas ainda sinto os sintomas. Só desejo que as pessoas se vacinem e se tratem porque quem nunca teve a doença, não sabe o que é sofrimento”, relata.

05_opt (1)

O tema da palestra sobre Hanseníase foi identificada por um amplo trabalho de mapeamento junto às famílias dos povoados do Quente Frio e Sítio do Livramento. A agente de saúde do povoado, Jaciara Albernaz, explica que esta foi a primeira ação desenvolvida pelos acadêmicos da FASB nesta área. “O tema da palestra foi desenvolvido depois de visita à cada uma das casas da localidade para atendimento e orientação. Juntamente com Edvaldo, tinham duas pessoas na mesma casa com sintomas da doença e que puderam ser auxiliados pelos acadêmicos”, conta.
05_opt (2)
A acadêmica Tamilles Borges, uma das organizadoras da ação, explica que um grande aprendizado a experiência do estágio por causa do desafio de conhecer a realidade do povoado e interagir com os seus moradores. “Foi bastante gratificante possibilitar um pouco mais de qualidade de vida com o nosso trabalho para estas pessoas. Sinto que conseguimos apreender o verdadeiro papel do agente comunitário no âmbito da Saúde Pública”.
05_opt (3)
Sob a orientação da docente do curso de Enfermagem da FASB Cleide Maria Fernandes, os acadêmicos Luan Santos, Maycon Sousa e Tamilles Borges também promoveram atividades ligadas à identificação de doenças como hipertensão e diabetes além de promover ações de orientação ao combate do mosquito Aedes aegypti, que pode transmitir doenças como Dengue, Chinkugunya e Zica.

ASCOM Hebert Regis

Alô Alô Salomão

Cartaz-Aprovados_opt