ACUSADO DE HOMICÍDIO FOI ABSOLVIDO PELOS JURADOS NO TRIBUNAL DO JÚRI DE RIACHÃO DAS NEVES

Image0000420_opt

O Tribunal do júri da comarca de Riachão das Neves/BA absolveu Luis da Silva, 52 anos, conhecido por Luís do Eudo, pelo homicídio praticado contra Hilton Teixeira do Nascimento. A maioria dos jurados acolheu o entendimento do advogado Daniel Correia de Lacerda Neto, que através da tese de negativa de autoria, conseguiu manter a liberdade do acusado. O MM. Juiz Euclides dos Santos Ribeiro Arruda presidiu o julgamento realizado a partir das 09h 00 de quarta-feira, 22.

jUIZO_opt

A vítima foi morta em 08 de setembro de 1997, na localidade de Riachão do Pintor, com um golpe de facão que transfixou o peito, lesionando seu coração e os pulmões. As testemunhas alegaram não ter certeza da autoria do crime. Luís afirmou que na hora da briga, o cunhado da vítima, Amilton Pires Martins lhe atingiu com uma pedrada na cabeça e a partir daí, perdeu os sentidos, não se recordando de ter cometido o assassinato. Disse ainda que após ficar dois dias perambulando pelo mato, inconsciente, se entregou na delegacia do município e passou quase dois anos na cadeia, porque seu cunhado Aurino Cardoso dos Santos lhe teria dito que estava sendo procurado pela polícia, por conta da morte de seu amigo Hilton.

O promotor de Justiça Sinval Castro Vilas Boas pediu a condenação do acusado, nas penas do crime de homicídio qualificado, que vão de 12 a 30 anos de reclusão.

Familiares do indiciado, da vítima, como, a esposa Auricélia Martins do Nascimento , seus cunhados, populares e estudantes de direito, dentre eles o padre da cidade, o Rvmo. José Trindade Dantas Bastos assistiram a sessão que terminou com a leitura da sentença por volta das 20h 00.

Alô Alô Salomão

BOUTICÃO-Cópia1-659x439