ATRASO SALARIAL REVOLTA SERVIDORES DO COMPLEXO POLICIAL DE BARREIRAS

Image00004

Funcionários do Departamento de Polícia Técnica e da delegacia de Barreiras, no Oeste da Bahia estão indignados com o atraso salarial de um mês e 18 dias da LC Empreeendimentos e Serviços ltda., empresa que terceirizou alguns cargos e salários na administração publica do Complexo Policial do bairro Aratu.

Por esse motivo, boa parte dos servidores já ameaça paralisar suas atividades caso não resolvam o problema, dentre eles estão os motoristas de rabecões, assistentes de necropsia e auxiliares de limpeza. “Já estou devendo o mercadinho e corro riscos de ter minha água e luz ‘cortadas’ por causa disso, assim não dá pra trabalhar”, observou um funcionário que não quis se identificar.

Eles recebem pouco mais de um salário mínimo do estado, e desenvolvem atividades muito importantes e perigosas, uma vez que, trabalham numa área que oferece altos riscos de contaminação, onde possui baixo controle de infecções.

Alô Alô Salomão

 

 

BRADESCO