Atuação do delegado de São Desidério se destaca nas estatísticas de procedimentos encaminhados à Justiça

Delegado de São Desidério fala sobre destaque nas estatísticas

A Delegacia de São Desidério remeteu à justiça 201 (duzentos e um) inquéritos policiais, e aparece entre às 22 (vinte e duas) delegacias da Bahia, que mais remeteram inquéritos em 2018.

Segundo o delegado Carlos Ferro, titular da DEPOL de São Desidério, no oeste baiano, no período de janeiro a novembro de 2018, a média de quase 19 inquéritos por mês, além de 167 (cento e sessenta e sete) Termos Circunstanciados de Ocorrência. Dados constantes no SGE – Sistema de Gerenciamento Estatístico,da Secretaria da Segurança Pública do Estado da Bahia.

Carlos Ferro, narrou que de janeiro a novembro do corrente ano, foram registrados 517 (quinhentos e dezessete) Boletins de Ocorrências Policiais delituosas, 133 (cento e trinta e três) Ocorrências Não Delituosas, e 255 (duzentos e cinquenta e cinco) Perda e Extravio de Documentos.

E apesar das dificuldades enfrentadas, com apenas dois investigadores e uma Escrivã de Polícia, o segundo maior município da Bahia desbancou diversas delegacias baianas, refletindo diretamente na redução da criminalidade, a partir das elucidações de crimes.

O delegado Carlos Ferro apresentou uma planilha de produtividade,demonstrando que, enquanto o envio de inquéritos de outras delegacias do oeste baiano está atrelado ao grande número de Auto de Prisões em Flagrante Delito,realizado quase sempre pela polícia militar, a Delegacia de Polícia de São Desidério seguiu a contramão de direção, remetendo 153 (cento e cinquenta e três) Inquéritos Policiais que foram iniciados mediante Portaria, desbancando a 1ª DT de Barreiras (457 IP’s – 430 APF’s = 27 Portarias), e a DT de Luís Eduardo Magalhães (342 IP’s – 257 APF’s = 85 Portarias), que possuem números bem maiores, não só de habitantes, mas de servidores públicos (delegados, escrivães e investigadores de polícia).

O delegado Carlos Ferro falou ainda da redução do número de furtos a residências, atualmente em processo de decrescimento (2016 = 53, 2017 =23 e em 2018 = 9); furto de veículo (2016 = 12, 2017 = 11 e 2018 = 6) e roubo de veículo (2016 = 22, 2017 = 11 e 2018 = 8).

Disse ainda, que embora tenha ocorrido o aumento significativo no número de homicídios (2016 = 5, 2017 = 4, 2018 = 13), apenas em dois crimes a autoria ainda não se encontra totalmente desvendada.

Ao final, Carlos Ferro elogiou servidores públicos e servidores administrativos cedidos pela prefeitura municipal de São Desidério, pela dedicação desempenhada ao longo do ano, que refletiram diretamente na redução da criminalidade, do segundo maior município do estado da Bahia em área territorial. “Tenho certeza que em 2019, a polícia civil, como apoio da sociedade civil organizada e da prefeitura municipal de São Desidério,garantirá aos munícipes dias ainda melhores”.

Fonte: DP São Desidério

Alô Alô Salomão