BAHIA: COMEÇA GREVE DA PM E GOVERNO SOLICITA TROPAS FEDERAIS PARA GARANTIR SEGURANÇA DA POPULAÇÃO

Image00017

A Associação dos Oficiais da Polícia Militar da Bahia – Força Invicta vem por meio desta informar que, após Assembleia Geral Conjunta realizada nesta terça-feira, 15, no Wet`n Wind, com a presença de oficiais e praças pertencentes às seis associações representativas dos PM, ficou deliberada a paralisação dos serviços operacionais e administrativos até a próxima Assembleia Geral Conjunta a ser marcada após uma nova rodada de negociação com o Governo do Estado.

Image00022

Dessa forma, a Força Invicta solicitou aos seus associados o acompanhamento das informações e procedimentos adotados durante o movimento, em sua página oficial www.aopmba.com.br.

Image00021

Em Barreiras na região Oeste da Bahia, parte do efetivo designado para a escala de trabalho, está aquartelado no 10º Batalhão da Polícia Militar desde a noite desta terça-feira, 15.

Governo solicita tropas federais

Em entrevista coletiva concedida na noite desta terça-feira (15), na governadoria, o secretário da Segurança Pública, Maurício Barbosa, informou que o Governo do Estado está tomando todas as providências para manter a segurança da população, com a solicitação da garantia da lei e da ordem e a convocação das tropas federais. A medida foi motivada pelo anúncio da greve da Polícia Militar em assembleia da categoria, realizada no Wet’n Wild.

A proposta apresentada pelo governo aos policiais foi discutida na tarde desta terça-feira, em reunião entre o secretário, o comandante-geral da Polícia Militar, coronel Alfredo Castro, e representantes das associações. Nesta reunião, foram incluídos pela categoria novos itens além daqueles propostos pelo governo.

“Um documento foi assinado por mim, pelo comandante-geral e por um dos líderes das associações. Ficou decidido que estas propostas seriam assumidas pelo governo. Durante a deliberação da categoria, recebi uma ligação desta liderança, informando que estava tudo acertado para a aprovação do que havia sido acordado. Ainda assim, foi decretada a greve”.

De acordo com Barbosa, entre os itens extras concedidos após a última reunião estavam: o reajuste da gratificação de Condição Especial de Trabalho (CET); a rediscussão do novo código de ética da categoria, a ser construído entre as associações e área sistêmica; e demais propostas apresentadas pela categoria até agora.

Alô Alô Salomão com informações de AOPMBA/SECOM – BA

Fotos: Carla Ornelas/GOVBA/2.bp
Alô Alô Salomão

 

cadeiras