Barreiras: Assistência Social promove palestra da campanha “Respeita As Minas” sobre assédio às mulheres durante o carnaval

 

Com a proximidade do Barreiras Folia, a Secretaria Municipal de Assistência Social e Trabalho, por meio do Centro de Referência de Atendimento à Mulher – CRAM, iniciou as palestras informativas da campanha “Respeita As Minas” que nesse ano apresenta o tema “Não há desculpas para violência contra as mulheres”. Quem recebeu nesta tarde de terça-feira, 19, a equipe multidisciplinar do CRAM foram as moradoras do Arboreto II, que reunidas na Unidade de Saúde da Família Dr. José Batista do Amaral, foram orientadas sobre o ciclo da violência e como buscar ajuda.

A coordenadora da Unidade, Renata Alves dos Santos, recebeu a advogada Irenilta Castro que acompanha as mulheres na sede do CRAM. Durante a palestra, ela explicou às moradoras sobre os direitos, a importância de denunciar o agressor e como identificar as agressões, principalmente a psicológica, que aprisiona a mulher a condições de cárcere privado e humilhações constantes.

“Acompanhamos mais de 400 mulheres em risco e que já sofreram agressões severas, com lesões e até tentativa de feminicídio. Hoje, elas são assistidas pelo CRAM e começaram a se empoderar de uma forma incrível, buscando ajuda e denunciando seus agressores. A campanha Respeita as Minas é voltada especificamente para o período do carnaval, porque não podemos mais admitir que mulheres sejam forçadas a beijar e alvo de assédio moral sem tomar nenhuma atitude”, disse Irenilta.

Muitas moradoras participaram relatando acontecimentos do dia a dia e assédios durante o carnaval. “Muitos homens aproveitam da multidão e do empurra-empurra para segurar, passar a mão sem o consentimento, realmente eles não respeitam”, disse a moradora Elisangela Morais. A advogada Irenilta ainda explicou que no circuito Aguinaldo Pereira haverá um estande de atendimento e o Comando da Polícia Militar, para registrar a agressão.

Respeita As Minas

A campanha Respeita As Mina é uma ação permanente de enfrentamento à violência contra as mulheres, promovida pelo Governo do Estado da Bahia, através da Secretaria de Políticas para as Mulheres (SPM-BA). Foi lançada no Carnaval baiano em 2017 e contou com a adesão de diversos artistas e autoridades. Em Barreiras, a campanha também foi maximizada no carnaval de 2018, com distribuição de folder, ventarolas e um estande no circuito Aguinaldo Pereira, que deu suporte às mulheres.

De acordo com a secretária Karlúcia Macêdo, a equipe já está preparada para atender durante o Barreiras Folia 2019. “Discutimos o combate à violência contra a mulher durante todo o ano e não poderia ser diferente durante o carnaval. É essencial tratarmos desse assunto logo no início do período carnavalesco para que o folião possa brincar com mais responsabilidade. Importante ainda lembrar, que temos toda uma rede de apoio disponível caso qualquer mulher precise denunciar situações de violência”, completou

 

Ascom

Com a proximidade do Barreiras Folia, a Secretaria Municipal de Assistência Social e Trabalho, por meio do Centro de Referência de Atendimento à Mulher – CRAM, iniciou as palestras informativas da campanha “Respeita As Minas” que nesse ano apresenta o tema “Não há desculpas para violência contra as mulheres”. Quem recebeu nesta tarde de terça-feira, 19, a equipe multidisciplinar do CRAM foram as moradoras do Arboreto II, que reunidas na Unidade de Saúde da Família Dr. José Batista do Amaral, foram orientadas sobre o ciclo da violência e como buscar ajuda.

A coordenadora da Unidade, Renata Alves dos Santos, recebeu a advogada Irenilta Castro que acompanha as mulheres na sede do CRAM. Durante a palestra, ela explicou às moradoras sobre os direitos, a importância de denunciar o agressor e como identificar as agressões, principalmente a psicológica, que aprisiona a mulher a condições de cárcere privado e humilhações constantes.

“Acompanhamos mais de 400 mulheres em risco e que já sofreram agressões severas, com lesões e até tentativa de feminicídio. Hoje, elas são assistidas pelo CRAM e começaram a se empoderar de uma forma incrível, buscando ajuda e denunciando seus agressores. A campanha Respeita as Minas é voltada especificamente para o período do carnaval, porque não podemos mais admitir que mulheres sejam forçadas a beijar e alvo de assédio moral sem tomar nenhuma atitude”, disse Irenilta.

Muitas moradoras participaram relatando acontecimentos do dia a dia e assédios durante o carnaval. “Muitos homens aproveitam da multidão e do empurra-empurra para segurar, passar a mão sem o consentimento, realmente eles não respeitam”, disse a moradora Elisangela Morais. A advogada Irenilta ainda explicou que no circuito Aguinaldo Pereira haverá um estande de atendimento e o Comando da Polícia Militar, para registrar a agressão.

Respeita As Minas

A campanha Respeita As Mina é uma ação permanente de enfrentamento à violência contra as mulheres, promovida pelo Governo do Estado da Bahia, através da Secretaria de Políticas para as Mulheres (SPM-BA). Foi lançada no Carnaval baiano em 2017 e contou com a adesão de diversos artistas e autoridades. Em Barreiras, a campanha também foi maximizada no carnaval de 2018, com distribuição de folder, ventarolas e um estande no circuito Aguinaldo Pereira, que deu suporte às mulheres.

De acordo com a secretária Karlúcia Macêdo, a equipe já está preparada para atender durante o Barreiras Folia 2019. “Discutimos o combate à violência contra a mulher durante todo o ano e não poderia ser diferente durante o carnaval. É essencial tratarmos desse assunto logo no início do período carnavalesco para que o folião possa brincar com mais responsabilidade. Importante ainda lembrar, que temos toda uma rede de apoio disponível caso qualquer mulher precise denunciar situações de violência”, completou

 

Ascom

 

Alô Alô Salomão