BARREIRAS: FAMÍLIA DESCONFIA QUE VÍTIMA DE ACIDENTE MOTOCICLISTICO MORREU POR INFECÇÃO HOSPITALAR

Acidente

Conforme relatório do Hospital do Oeste o paciente Edinei de Lima da Silva, 40 anos, admitido em 24/07/2016, vítima de queda de moto, foi socorrido pelo SAMU em prancha rígida e colar cervical, apresentando paralisia parcial das funções motoras dos membros e lesão da medula cervical, em consequência de um acidente motociclístico.

O acidente, uma queda de moto, aconteceu na estrada vicinal do povoado de Arraial da Penha, zona Rural de Barreiras, na mesma data do seu internamento no HO. O corpo da vítima foi encaminhado para o IML regional, onde será examinado por um médico legista.

A senhora Liliane Lima da Silva alega que durante esses quase seis meses de internamento, os médicos sempre davam informações de que Edinei estava se recuperando, e suspeita que sua morte tenha sido causada por Infecção contraída dentro do hospital. “Ele estava consciente e de repente seu quadro se agravou. Nós da família estamos sem entender!”, comentou.

Apesar da presunção, ela não proferiu ameças de responsabilizar o hospital por danos causados à saúde e vida do paciente, mas demonstrou indignação. “Às vezes as enfermeiras demoravam para trocar os curativos dele. Os ferimentos cheiravam mau e elas não gostavam de ser reclamadas”, acrescentou.

O médico menciona em seu relatório que, o paciente estava respirando por meio de aparelhos, ou seja, em suporte ventilatório invasivo, dieta por gastronomia e oral, em estado grave, com complicações pulmonares e sem estabilidade das funções cardíacas para realização de hemodiálise. O quadro se agravou e provocou parada cardiorrespiratória. Seu óbito foi constatado às 23h 03 de ontem (15).

Alô Alô Salomão

mgb9nep