BARREIRAS: POLÍCIA TÉCNICA SUSPEITA QUE RESÍDUO ENCONTRADO NO RIO DE JANEIRO SEJA DE RECÉM – NASCIDO PROVAVELMENTE MORTO PELA MÃE

Image0000318

Através de exame de DNA, a Polícia Técnica  de Barreiras vai tentar descobrir se um pedaço de carne e pele encontrados na fazenda Rio de Janeiro é do recém-nascido de seis meses, Pablo Daniel Rodrigues dos Santos Matos, filho da dona de casa Rita de Cássia Rodrigues dos Santos, (Cassinha) de 28 anos, vítima do provável suicídio ocorrido na “Cachoeira do Acaba Vida”, neste município, em 25 de junho do ano em curso.

O resíduo que segundo um dos agentes do DPT parece ser um pedaço de músculo, foi apresentado no Instituto Médico Legal do Complexo Policial para análise dos peritos técnicos. “Não dá para definir se são restos mortais de humano. Somente através de exame é possível obter um resultado preciso”.

Na época do desaparecimento, Rita de Cássia saiu de sua residência na Rua Ingá, bairro Jardim das Acácias, em Luis Eduardo Magalhães levando o bebê e o filho mais velho, Pablo Daniel Rodrigues dos Santos Matos, de 06 anos, o qual foi encontrado morto sete dias depois, nas águas do Rio de Janeiro. Suspeita-se que Rita de Cássia tenha matado os dois filhos, pulando com eles na cachoeira.

Até hoje ainda não localizaram o corpo do RN.

Matéria relacionada: POLÍCIA RECEBE INFORMAÇÕES SOBRE LOCALIZAÇÃO DE CRIANÇAS NA CACHOEIRA DO ACABA VIDA

Alô Alô Salomão

 

casas baian nova