BARREIRAS: PRESO CONFESSA HOMICÍDIO NA CADEIA E DIZ QUE A PARTIR DE AGORA SE CHAMA ‘GALEGUINHO MATADOR DE JACK’

Image00003

Edvaldo Moreira Lima, vulgo ‘Galeguinho’ confessou ter matado o companheiro de presídio, Wesley Porto da Paixão, por não aceitar o convívio com estupradores. Usando um facão de fabricação artesanal, feito com uma chapa de ferro retirada da parede da cela oito, o criminoso mutilou o peito e pescoço da vítima.

Image00001

Diz ter cometido o crime sozinho, mas o delegado Arnaldo Monte não acredita em sua afirmativa. “Cinco celas tiveram as grades arrombadas, além daquela onde estava Wesley, portanto não acredito na versão de que matou sem a participação de outros prisioneiros”, destacou.

Image00002

O assassino também contou que antes de aplicar os golpes de facão, o atingiu com um cabo de rodo e amarrou seu pescoço com uma corda feita de tecido (Tereza). Ao ser questionado pelo delegado sobre a motivação do crime, respondeu somente que, a partir de agora será chamado de ‘Galeguinho matador de Jack’. Em sua ficha de antecedentes criminais constam cinco fugas, e prisões por agressão física e outro homicídio.

Wesley respondia processos por estupros é foi transferido para o Complexo Policial de Barreiras há pouco mais de uma semana. Tinha fugido da cadeia de Santa Rita de Cássia, mas foi recapturado depois de sofrer uma tentativa de homicídio. O mesmo ainda se recuperava de uma cirurgia, devido a uma lesão provocada a golpe de faca no abdome.

Ontem depois das agressões, recebeu socorro imediato e foi encaminhado para o HO numa ambulância do SAMU em estado grave. Por volta das 23h 30 os plantonistas da delegacia tomaram conhecimento de sua morte, por meio da Assistência Social da unidade de saúde.

Alô Alô Salomão

 

 

TEC VIDROS