CORPO DE GAROTO ELETROCUTADO PERMANECE NO IML DE BARREIRAS

Image00007

João Marcelo Menezes de 2 anos sofreu a descarga elétrica ao segurar em um cabo de alta tensão que caiu durante a forte ventania da tarde desta quarta-feira, 12, na Rua Major Cândido, bairro São Pedro, em Barreiras/BA.

Image00002

A avó do garoto, a senhora Cleide Carmem Amorim dos Santos, de 47 anos conta que ainda conseguiu afastar o garoto da fiação usando um pedaço de madeira e o socorreu imediatamente para o Hospital do Oeste em um veículo particular, com auxílio de vizinhos. Na unidade de saúde, a equipe médica ainda tentou reanimá-lo, mas nada adiantou.

Image00003

De acordo com vizinhos, a Companhia de Energia Elétrica (COELBA) foi advertida sobre o perigo, uma vez que, a fiação estava solta sobre a calçada. “Avisamos que alguns moradores ficaram sem energia desde ontem e que havia o fio no chão, mas não tomaram providências”, comentou dona Cleide.

Image00005

O acidente aconteceu quando o menor saiu de sua casa acompanhado de um primo mais velho para pegar um forro de cama na residência da avó, mas ninguém presenciou o momento exato em que agarrou o fio de alta tensão.

Image00004

Técnicos da empresa de energia estiveram no local, assim que tomaram conhecimento da fatalidade, porém, foram impedidos pelos moradores de repararem o dano existente na rede. Eles só permitiram o conserto, após realização de perícia científica da Polícia Técnica.

Image00006

Os pais do menino, Cleigiane Amorim dos Santos e Geferson da Silva de Menezes moram em frente ao Colégio Major Cândido, há mais ou menos 20 metros do local do acidente. “Ao chegar lá, percebi que meu filho já estava morto. Imaginei que a COELBA já tivesse tirado o fio do meio da rua”, comentou emocionada.

Por falta de médico legista, o corpo da criança, segundo informações da família, só será liberado do IML regional de Barreiras amanhã (14). O DPT explica que a unidade policial terá deficiência no atendimento até o mês de dezembro deste ano, porque um dos profissionais está de férias e outro de licença médica.

Alô Alô Salomão

casas baiana