Diretor-adjunto do Museu Nacional cita ‘descaso’ de vários governos e que incêndio destruiu tudo

Fonte: g1 globo

O diretor-adjunto do Museu Nacional, Luiz Fernando Dias Duarte, disse em entrevista à GloboNews que houve um “descaso” de vários governos com o museu, que foi destruído por um incêndio neste domingo (2). Segundo ele, há anos a instituição tenta verba para uma reestruturação.

“Passamos por uma dificuldade imensa para a obtenção desses recursos. Agora todo mundo se coloca solidário. Nunca tivemos um apoio eficiente e urgente para esse projeto de adequação do palácio. Para retirar a administração, arquivo e centro acadêmico do palácio.”

O diretor-adjunto disse ainda que nada vai sobrar e que o palácio está completamente destruído.

A destruição atinge acervos históricos e científicos obtidos boa parte na época do império. O incêndio destruiu, de acordo com Dias Duarte:

  • Toda a coleção da Imperatriz Teresa Cristina
  • Afrescos de Pompeia
  • Trono do Rei de Maomé
  • Acervos linguísticos

“Tudo isso traz junto a destruição das carreiras de cerca de 90 pesquisadores que dedicavam a sua vida profissional dentro daquele espaço. Todo o arquivo histórico, que estava armazenado em um ponto intermediário do prédio, foi destruído. São 200 anos de história que se foram”, lamentou Luiz Fernando Dias Duarte.

Alô Alô Salomão.