Equipe do CEREST/Barreiras participa do 12º encontro da Rede de Atenção Integral à Saúde do Trabalhador e da Trabalhadora na Bahia

 

O 12º encontro da Rede de Atenção Integral à Saúde do Trabalhador e da Trabalhadora na Bahia – Renast/BA reuniu entre os dias 12, 13 e 14 de setembro, representantes municipais do estado para abordar o tema: Refletindo o Apoio Institucional e Matricial na Saúde do Trabalhador.

 

O evento, promovido pela Diretoria de Vigilância de Atenção à Saúde do Trabalhador – Divast, proporcionou um importante momento de acolhimento e discussões sobre o apoio institucional e matricial entre os técnicos de referência em Saúde do Trabalhador que compõem a Rede de Atenção Integral à Saúde do Trabalhador e da Trabalhadora na Bahia – Renast/BA, no intuito de fortalecer as ações descentralizadas de Vigilância da Saúde do Trabalhador no cotidiano do SUS.

 

Com a presença da Superintendente de Vigilância e Proteção à Saúde – Suvisa, Rivia Barros, Diretora da Divast, Leticia Coelho da Costa Nobre e o Professor da Universidade Federal Fluminense, Dr. Túlio Batista Franco, a equipe do Centro de Referência em Saúde do trabalhador – CEREST/Barreiras, apresentou várias ações na área realizadas em 2018, incluindo promoção, prevenção, educação em saúde, vigilância em ambientes e processos de trabalho, inspeções, mapeamento de riscos entres outros.

 

A coordenadora Cerest/Barreiras, Janaina Oliveira, destacou o apoio matricial de suporte técnico, científico, e de assessoramento que prestam aos 15 municípios de abrangência do CEREST – Barreiras.

 

 

“Esse encontro proporciona mais qualificação aos profissionais que desenvolvem ações voltadas para a saúde do trabalhador e trabalhadora na prestação de assistência qualificada. Oferecemos esse Apoio Matricial a 15 municípios da região Oeste que contribui para o desenvolvimento das ações realizadas pelos profissionais da rede do SUS, na organização e execução de ações de promoção, vigilância, proteção, prevenção e controle de risco, bem como as doenças e agravos graves”, destacou Janaina.

 

Alô Alô Salomão.