ESTELIONATO: PEDREIRO COMPRA “GATO POR LEBRE”

1434151488709e7eb76ce1d5b3012ef70a09113e70 (1)

O Pedreiro José Bitú Neto, 30 anos, natural de Piancó/PB, diz que durante uma viagem de São Paulo para a cidade natal, trocou o seu veículo Monza de cor cinza, por um Fiat/ Uno roubado. Ao passar por uma blitz da Polícia Rodoviária Estadual, ele terminou preso na madrugada de quarta-feira, 10, na BR 242, em frente à Havan, no perímetro urbano de Barreiras/BA.

Ele viajava com cinco membros da família em comboio com um Santana quatro portas, de cor prata. Dentre eles havia uma criança de colo e dois cães. Seu carro apresentou um defeito mecânico em Goiânia/GO, onde recebeu a proposta de troca ao chegar numa oficina, que trabalha com peças usadas. “Achei o carro dele bem mais conservado que o meu e por causa da pressa de chegar em casa, fiz a negociação sem checar o documento do carro dele”, lamentou.

Na transação, José entregou os documentos do Monza e ainda voltou R$ 280, 00 para o estelionatário de identidade desconhecida. O mesmo só descobriu que comprou “gato por lebre”, ao ter a documentação checada pela polícia da Bahia. O Fiat de cor verde, placa JDW – 0291 possui restrição de furto e roubo e foi apreendido e encaminhado para o complexo policial de Barreiras. “O motorista será liberado mediante pagamento de fiança, mas o carro permanecerá na delegacia”, comentou o delegado Francisco Carlos de Sá.

Joviel Bitú da Silva, um dos membros da família, esclareceu que estava trabalhando há quase dois anos na construção civil, no estado de São Paulo e o maior investimento que ele e os irmãos fizeram com o dinheiro recebido neste período, foi à compra dos dois automóveis usados. “Meu irmão aplicou tudo que tinha na compra deste carro”.

A família só seguiu viagem, na tarde de quinta-feira, 11, após soltura do pedreiro.

Postagem: Joselia Brito 

Alô Alô Salomão

 

Image0000129