FAMÍLIA QUER INVESTIGAÇÃO DE MORTE DE MULHER SEPULTADA POSSIVELMENTE COM VIDA EM RIACHÃO DAS NEVES

A notícia de que Rosangela Almeida dos Santos foi enterrada viva, causou agitação na porta do cemitério, chocou os moradores de Riachão das Neves e provocou especulações em toda região Oeste da Bahia.

Lindomar Alves de Almeida, conhecido por “Lindo”, alega que seus familiares decidiram desenterrar o corpo, tendo em vista que o coveiro teria ouvido gritos na direção da sepultura de sua irmã (Rosangela) por volta das 17h 00 de sexta-feira (09). “Fomos rapidamente ao cemitério para conferir a informação e adotar providências”.

Alega ainda que após abrir à sepultura, percebeu os fortes indícios de que a mesma foi enterrada com vida, porque encontrou o corpo em perfeito estado, o caixão aberto, seu rosto virado e uma das mãos fora da posição colocada no dia do sepultamento. “O corpo já deveria estar pelo menos inchado ou cheirando mal!”, enfatizou.

A notícia se espalhou nas redes sociais e populares se aglomeraram em frente ao cemitério em busca de informações, mas segundo Lindo, não permitiu que se aproximassem da sepultura e comunicou o ocorrido à polícia local para investigar as circunstancias do fato.

Também declarou que, sua mãe, a senhora Germana Alves de Almeida, conhecida por “Beguê”, depois de quase 24 horas de espera, mandou fechar à sepultura na manhã de hoje (10), haja vista que não apareceu ninguém para realizar perícia. ”Achei isso um absurdo, porque precisamos descobrir o que houve com minha irmã. É algo muito estranho ter falecido no dia 27 de janeiro e o corpo está do mesmo jeito que foi enterrado!”.

Procurado por nossa reportagem, um dos plantonistas do Departamento de Polícia Técnica em Barreiras afirma não ter recebido solicitação oficial da Polícia Civil para realização de necropsia do cadáver, que só poderia ser exumado com emissão de uma guia de autorização da delegacia. A perícia não compareceu ao local.

De acordo com o delegado titular do município de Riachão das Neves, Arnaldo Monte, o caso já está sendo investigado por sua equipe. “A violação do túmulo já é algo que precisa de investigação. Vamos ouvir testemunhas e analisar a necessidade de requerer ordem judicial para exumação do corpo e estudo mais profundo da situação”.

Arnaldo promete intensificar a apuração após o período de carnaval.

Lindo revelou que Rosangela teve crise de epilepsia em sua casa e a encaminharam numa ambulância do SAMU para o Hospital do Oeste, em Barreiras/BA, onde permaneceu sedada e entubada por seis dias. Faleceu por volta das 17h 00 de sábado (27/01/2018) e a sepultaram aproximadamente as 08h 00 de domingo (28/01/2018). “Às vezes desmaiava e só voltava ao normal no dia seguinte. Confiamos no atestado de óbito do hospital e fizemos seu enterro muito rápido”, completou.

Rosangela convivia com alguém sem vínculo matrimonial, possuía duas filhas adolescentes, de 13 e 16 anos e um filho de 18 anos.

Fotos: Redes Sociais

Alô Alô Salomão