FEIRANTES CONTINUAM RECLAMANDO DE PREJUIZOS NO GERALDÃO

Feirantes de Barreiras que foram transferidos para o pátio do estádio municipal Geraldão continuam reclamando das instalações e de prejuízos causados pelo apodrecimento de mercadorias, segundo eles, causados pelo baixo volume de vendas e falta de local adequado para armazenamento.

A feirante Maria do Carmo diz que muitos vendedores fecharam suas bancas e outros estão migrando para pontos nas imediações do Centro de Abastecimento, sem a devida autorização do município. “Não tem condição de trabalhar desta forma, perdendo mercadoria e devendo aos fornecedores. O prefeito tem que nos ajudar “, comentou.

Fiscais estão notificando aqueles que são flagrados comercializando fora da área do estádio e prometem punir severamente quem desobedecer a determinação da prefeitura. “Eu era empresária no ramo de queijo e perdi tudo no incêndio. Eu não vou ficar de braços cruzados perdendo minha mercadoria. Tenho cheques para cobrir e muita conta para pagar!”, comentou a comerciante Fernanda Aragão.

O presidente da comissão dos feirantes, Isidio Alves Gomes, o popular “JR” alega que além das vendas estarem fracas, alguns toldos estão furados e muitos feirantes estão reclamando de alagamentos, goteiras em dias de chuva e exposição ao sol para quem trabalha nas laterais no novo espaço em frente ao Geraldão. “São muitos problemas que precisam ser resolvidos com urgência e ninguém aparece para nos dar uma satisfação”, ressaltou.

Eles foram transferidos para o novo ponto no dia 13 de novembro de 2017, com a promessa de retornarem aos seus lugares de origem, assim que a prefeitura reconstruisse o galpão queimado e reparasse outros danos causados pelo incêndio em 09/10/2017.

Alô Alô Salomão