HOMICÍDIO: POLÍCIA REGISTRA MAIS UM ATO BRUTAL E DESUMANO EM CADEIA PÚBLICA NO OESTE DA BAHIA

cadei-de-lem_opt-rr

Um preso da cadeia pública de Luis Eduardo Magalhães, na região Oeste da Bahia, foi agredido e morto barbaramente na manhã desta sexta-feira (02). Segundo o delegado titular do município, Leonardo Almeida, os detentos iniciaram uma rebelião na unidade prisional por conta de uma informação sobre a possibilidade de suspensão de suas visitas, devido à paralisação estadual dos servidores da Polícia Civil iniciada a partir das 08h 00 de hoje. A delegacia não possuía uma agente de polícia que pudesse revistar as visitantes.

Os executores utilizaram instrumentos perfurocortantes para mutilar o corpo do detento Adenildo Pereira Santiago, que ainda teve olhos e língua arrancados. Morte semelhante a do detento da cadeia pública de Barreiras, Adailson Barbosa Vieira, de 21 anos, conhecido por Ceará Macumbeiro, o qual foi espancado, decapitado, teve os olhos arrancados e a língua decepada no dia 20/11/2016. Adenildo respondia processo por tráfico de drogas.

lem_opt

A difícil manutenção dos serviços de custódia de Luis Eduardo Magalhães e Barreiras aumenta a ansiedade de delegados e agentes de polícia pela inauguração do Centro de Detenção Provisória regional, que segundo a Secretaria de Administração Penitenciária e de Ressocialização, do Governo da Bahia, depende apenas de uma parceria público-privada para funcionar, a qual emperra-se na burocracia do processo de licitação para terceirização dos serviços.

lem-03_opt

Vejam fatos relacionados…

Fotos: Blog Braga/divulgação

Alô Alô Salomão

 

otica-lumina