Leão quer ir à China por empresa substituta da Ford: ‘Mais difícil foi a ponte SSA-Itaparica’

O vice-governador e secretário de Desenvolvimento Econômico da Bahia, João Leão (PP), afirmou que pretende ir à China para buscar uma nova empresa que substitua a fabricante de automóveis Ford, no Polo Industrial de Camaçari, Região Metropolitana de Salvador. A multinacional estadunidense anunciou, na segunda-feira (11), o encerramento das suas atividades no Brasil (reveja aqui), fechando cerca de 10 mil postos de trabalho na Bahia.

“A Bahia é rica demais. Não é por causa desse problema da Ford que o governador Rui Costa e eu vamos baixar a cabeça. Ao contrário: vamos correr atrás de outra”, afirmou Leão, em entrevista ao Bahia Notícias.

Segundo o vice-governador, a missão de substituir a Ford é mais fácil do que o projeto da ponte Salvador-Itaparica, que já tem contrato assinado com um consórcio chinês e deve ter obras iniciadas logo que grande parte da população estiver vacinada contra a Covid-19 (saiba mais aqui).

“Daqui a pouco, eu vou à China atrás de outra empresa para vir para cá. Mais difícil foi fazer a ponte Salvador-Itaparica. Nesta, vamos ter sete mil empregos”, finalizou João Leão.

Nesta terça-feira (12), o BN contou que a Federação das Indústrias da Bahia (Fieb) cita até a empresa automotiva norte-americana Tesla como uma possível substituta da Ford (veja aqui). Haveria ainda o interesse das chinesas Great Wall Motors, Changan Auto, Gelly e GAC em se instalar no Polo de Camaçari (veja aqui).

Bahia Noticias 

Alô Alô Salomão