MORADORES DE CRISTÓPOLIS E REGIÃO SE REVOLTAM COM SOLTURA DE PRESO

20150817135701 (2)_opt

A equipe de agentes investigadores e o delegado Leonardo Mendes que comandou a operação, está inconformada com a soltura do acusado Epaminondas Prado dos Santos, 45 anos, que cultivava mais de 1500 pés de maconha no povoado de Cantinho, município de Cristópolis.

Nas redes sociais, populares criticam a decisão do poder judiciário. A maioria dos comentários foi postada no Facebook e Whatsapp, onde os críticos alegam que a justiça de Cristópolis não está funcionando como deveria. Também alegam que até mesmo em Barreiras, cidade polo da região Oeste da Bahia, presos ficam pouco tempo na cadeia e voltam a cometer os mesmos crimes.

A prisão de Epaminondas aconteceu em sua residência, na segunda-feira dia, 17, após investigações da Polícia Civil. O poder judiciário entendeu que o agente não foi detido em situação de flagrante, portanto, a equipe envolvida na operação deveria possuir um Mandado de prisão e de busca e apreensão para efetuar a detenção. Por interpretar desta forma, o MM Juiz de Direito do município concedeu alvará de soltura ao suspeito.

De acordo com o agente investigador Elimário, o traficante é reincidente e estava sendo monitorado há vários dias. “Entramos na casa dele ao descobrir que ali poderia existir drogas, depois de localizarmos a plantação ilegal e reunirmos provas cabais do crime”, afirmou.

Durante a abordagem, Epaminondas investiu contra o delegado com uma foice, por isso foi atingido com tiro em uma das pernas. Leonardo teria agido em legítima defesa.

Assunto relacionado: http://aloalosalomao.com.br/slide/policia-destroi-cerca-de-1500-pes-de-maconha-em-cristopolis-ba/

Postagem: Joselia Brito

Alô Alô Salomão

RC SEGUROS