POLÍCIA IDENTIFICA OFICIALMENTE CORPO DE VÍTIMA DE TRIPLO ASSASSINATO EM SERRA DO RAMALHO

0cafe9e2-3b1c-46f1-a29e-7f43a6b2dd02_opt

O lavrador Alberto Moreira dos Santos apresentou na manhã de hoje (09), no Departamento de Polícia Técnica em Barreiras/BA, a documentação do ex-presidiário Giovane de Jesus Moreira, 30 anos, vulgo Neguinho, uma das vítimas do triplo assassinato ocorrido na tarde de segunda-feira, 07, na agrovila 20, município de Serra do Ramalho.

De acordo com ele seu filho estava foragido desde 2013, após assassinar a própria esposa a golpes de faca. “Ambos eram usuários de drogas e viviam brigando. Ela, inclusive, já tinha ferido meu filho com golpe de faca”, ressaltou.

Também observou que Neguinho possuía passagens pela polícia por envolvimento com drogas, furtos e roubos, mas havia dois anos morando com familiares na agrovila, em Serra do Ramalho, onde trabalhava como lavrador, porém, fazia uso constante de maconha. Substância pela qual era viciado desde os treze anos de idade. “Não soube que ele tivesse se envolvido com crimes depois de ter saído de Santa Maria da Vitória”.

Além de Neguinho foram mortos, Valdete Batista da Silva, 50 anos, natural de Campo Formoso/BA; Mauri Rocha Oliveira, 22 anos, natural de Santa Maria da Vitória, provavelmente com tiros de espingarda calibre 12 e revólver.
Neguinho e Valdete foram mortos com tiros na cabeça, já o Mauri foi alvejado pelas costas do lado de fora da residência, supostamente ao tentar fugir dos criminosos, os quais efetuaram os primeiros tiros a queima-roupa.

Fato relacionado…

Postagem: Maylla Mesquita

Alô Alô Salomão

Cartaz Aprovados_opt