Mulher acusa colega de trabalho de estuprá-la

complexo-policial-de-barreiras2_opt

Uma garçonete de 28 anos compareceu ao Complexo Policial de Barreiras no início da madrugada desta sexta-feira, 20, denunciando que foi estuprada pelo próprio colega de trabalho, após encerrarem a jornada de serviços no “Boteco Creoula”. A mulher informou que foi atacada duas vezes pelo suposto tarado.

Na primeira vez, ele tentou beijar e retirar suas roupas a força, após puxá-la para dentro do banheiro no momento em que trabalhavam. Já na madrugada por volta de 01h 00, conta que foi seguida por ele e atacada em frente à Câmara Municipal de Vereadores.

Segundo a vítima, foi puxada para um terreno baldio, jogada no chão e quase teve a roupa tirada, mas conseguiu se desvencilhar do suspeito prometendo acompanhá-lo até sua casa. No instante em que seguiam para o endereço dele, a mulher correu em direção à lanchonete “Original Burger”, se trancou no banheiro e telefonou para uma amiga, que minutos depois chegou ao local e a levou para casa.

Caso o crime seja comprovado, ele será indiciado por estupro. A vítima registrou uma queixa na delegacia e pede providências a Polícia Civil.

Alô Alô Salomão

 

REAL CAL