MULHER ASSALTADA EM BARREIRAS É ESTUPRADA NO RIO BRANCO

11dbe84e-14fd-4092-a1f2-1de1567323bd_opt

Um dos envolvidos no roubo foi preso pela Polícia Militar, por volta das 02h 30 da madrugada deste sábado, 28, nas proximidades do clube ABCD, na Avenida José Bonifácio/Centro. Jamerson José de Souza, 23 anos confessou o assalto, mas alega que não teve cumplicidade com o crime de estupro.

O delegado Francisco Carlos de Sá instaurou inquérito para apurar os crimes. Durante depoimento, Jamerson declarou que as vítimas foram abordadas e rendidas na Praça Castro Alves, no Centro da cidade e levadas para a região do Rio Branco, município de Riachão das Neves/BA, onde uma delas foi estuprada. Antes de seguir para o local do crime, os acusados abasteceram o carro na Av. ACM, um Gol/G3, cor prata e compraram bebidas na loja de conveniência do posto.

A garota de 25 anos foi violentada sexualmente, dentro do carro, por um elemento conhecido pelo prenome de “Rogério”, que disse morar no centro desta cidade. Enquanto o comparsa observava o crime e mantinha a outra mulher de 31 anos sob sua guarda, o estuprador fugiu com a vítima no automóvel. Ela foi abandonada no Centro Histórico, perto do cais, onde ocorria festa desde sexta-feira, 26, em comemoração ao aniversário do município. O marginal determinou que a mesma só saisse do local, 15 minutos depois, caso não obedecesse, retornaria para matá-la.

Jamerson e a outra vítima conseguiram carona com um caminhoneiro até Barreiras, onde foi preso em flagrante e encaminhado para o complexo policial do bairro Aratu. VEJA VÍDEO

Segundo o delegado Carlos de Sá, Jamerson tem ampla ficha criminal por prática de assaltos e foi solto recentemente de uma unidade prisional em Brasília, após cumprir pena por roubo de um aparelho celular. Confiante na fragilidade e impunidade do Código Penal Brasileiro, o prisioneiro ressaltou, em tom irônico, que não cumpriu mais de um mês de cada uma de suas penas.

No Brasil, a pena prevista para este crime é de reclusão, de quatro a dez anos, e multa (art. 157, caput, do Código Penal).   A pena para estupro é de 6 a 10 anos de reclusão, aumentando para 8 a 12 anos se há lesão corporal da vítima ou se a vítima possui entre 14 a 18 anos de idade, e para 12 a 30 anos, se a conduta resulta em morte.

Alô Alô Salomão