OPERAÇÃO BMG DESARTICULA ESQUEMA DE CORRUPÇÃO DE MENORES E TRÁFICO EM SÃO DESIDÉRIO

c587b01b-09d6-4e7f-9e96-e8d60dc4ab89_opt

Por volta das 08h 00 desta sexta-feira, 09, policiais civis de São Desidério e da 11ª COORPIN, comandados pelo delegado Carlos Cruz Ferro deram inicio a operação família BMG, que cumpriu mandados de prisão, além de busca e apreensão, expedidos pelo Juiz de São Desidério. Desta forma, a equipe desarticulou um grupo de indivíduos que se uniu de forma estável e permanente, para o fim de praticar ações criminosas relacionadas ao tráfico de drogas, porte ilegal de arma, corrupção de menores e roubo.

92e1d3ad-982e-455a-b043-e2bb0505242e_opt

Foi apreendido um adolescente de 16 anos, autor de pelo menos 05 (cinco) roubos de motocicletas. O menor foi flagrado com uma arma de fogo e nove munições. Este adolescente mostrou aos policiais civis três residências alugadas pelo bando, na cidade de Barreiras onde se encontravam os demais integrantes do grupo criminoso. Alguns fugiram de São Desidério assim que a operação foi deflagrada.

7a88e9ac-8b3a-4689-844a-4063e563f90d_opt

7797df03-e2b7-43ba-bbfb-efd69e725209

Após campana na primeira residência, chegou de motocicleta o suspeito Romário Santos da Cruz, vulgo “Nero”, que escondia aproximadamente 50 gramas de maconha (prensada) em um dos bolsos de sua bermuda. Na segunda residência foram localizados o chefe da quadrilha Erick Henrique Carvalho Galdeano e Igor Samuel José de Santana, ambos com mandado de prisão expedido pelo juiz de São Desidério. Também foram presos no mesmo endereço,  Witalo Souza Silva, Eloisa Gonçalves da Silva Santos e Wilma Souza Silva.

a4804e3c-9d69-46d3-9dde-35cb169749a0_opt

9ae2ee9e-8bb7-4eb2-bb76-a5ad3b277fc4_opt

Embora não possua mandado de prisão, Witalo responde a vários crimes de furto e uma tentativa de roubo de motocicleta, praticados juntamente com o adolescente com o adolescente de 16 anos. As investigações apontam que, Eloisa Gonçalves da Silva Santos, criou um grupo no whatsaap, denominado de família BMG, onde os acusados aparecem comercializando drogas, exibindo armas e fomentando a prática de crimes, principalmente, a comercialização de substância entorpecente. Wilma é companheira de convívio de Igor.

11dd3992-3885-4035-8475-2a5dd2a6d0ab_opt

8fcfe625-917a-4ec4-9cbd-66a8c9633e97_opt

Diante das provas colhidas na investigação, o delegado menciona que não há como negar a existência de estabilidade, permanência ou habitualidade, bem como, ajuste para a formação de um vínculo associativo com a intenção de praticar uma infinidade de crimes. “Não poderia deixar de mencionar, que numa busca e apreensão, prendemos o Douglas Antônio Xavier, Vulgo ‘Dodó’, com arma de fogo, cocaína e crack”, declarou.

Alô Alô Salomão

águia-bghrg_opt