PABLO BARROZO DIZ QUE PREFEITURA É RESPONSÁVEL PELO AUMENTO DA CRIMINALIDADE EM BARREIRAS

C

O deputado estadual Pablo Barrozo (DEM) criticou hoje os elevados índices de violência em todas as regiões da Bahia, especialmente a Oeste. Em Barreiras, uma das maiores cidades do Estado, dados oficiais revelam uma média de um assassinato a cada quatro dias, desde o início do ano.

“Esta estatística preocupa ainda mais se estimarmos que, caso não haja uma medida enérgica do poder público e estes crimes obtiverem continuidade, Barreiras terá uma das maiores taxas de homicídio do mundo, segundo estimativas da ONG Conselho Cidadão pela Seguridade Social Pública e Justiça Penal, entidade mexicana”, disse o parlamentar.
Representante da região do Oeste e da cidade de Barreiras na Assembleia Legislativa, Pablo Barrozo disse que a Prefeitura tem grande parcela de responsabilidade sobre o aumento da criminalidade porque não investe em alternativas voltadas ao esporte e ao lazer, a fim de resgatar jovens do mundo do crime e da violência.

“Uma das sugestões para reduzir este índice de mortes é investir na construção e reforma de espaços esportivos, como campos e quadras. Hoje, temos o Ginásio de Esportes Baltazarino Araújo Andrade que poderia servir de alternativa de lazer para a juventude, mas o espaço está fechado há quase seis anos, servindo como depósito de carteiras escolares e entulho”, enfatizou o parlamentar.

Outro dado que chama atenção no quesito violência é o número de gangues armadas que, literalmente, comandam a cidade. Foram constatados 40 grupos deste segmento, de acordo com dados divulgados pelo 10º Batalhão da Polícia Militar. Estima-se que aproximadamente 3.000 jovens integrem estes grupos. Analisando o perfil etário de 19 vítimas mortas no período de 1º de janeiro até o dia 15 de março, 13 pessoas tinham idade entre 18 e 29 anos.

Pablo Barrozo elogiou as iniciativas vindas da sociedade civil organizada a exemplo da Comissão pela Paz e Segurança e ressalta que é necessário uma integração do Governo do Estado com a Prefeitura para estabelecer medidas que possibilitem frear esta estimativa.”Vamos esperar que o governador Rui Costa se posicione e apresente uma proposta para resolver esta questão. Não podemos deixar que Barreiras entre para o ranking das cidades com maior número de homicídios”, finalizou.

Assessoria Deputado Pablo Barrozo.

Edição de texto e imagens:Félix Silva

Alô Alô Salomão

RC SEGUROS NOVA