Pedreiro é morto com seis tiros no bairro Vila Rica

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é AAA-Luis.jpg
Luiz Silva, conhecido por Luiz do Eudo

O pedreiro, Luiz da Silva, de 55 anos, conhecido por “Luiz do Eudo”, natural de Riachão das Neves, segundo seus familiares, foi morto com três tiros na nuca, um nas nádegas, outro na altura das costelas e em um dos braços, em frente ao mercado JN, onde a vítima tinha ido pagar o débito de um botijão de gás de cozinha, após chegar do trabalho, na Rua Serra Negra, no bairro Vila Rica, em Barreiras, por volta das 17h 40 desta quinta-feira (20).

Também declararam que uma testemunha ocular do assassinato garante ter visto um homem não identificado, descendo de um veículo Gol, cor branca, anunciou assalto, em seguida o alvejou com seis tiros de revólver 38, à queima-roupa. Enfatizam que, o dinheiro que a vítima possuía no bolso não foi roubado, à importância de R$ 250, 00. O óbito foi atestado por uma equipe do SAMU.

Agentes do Departamento de Polícia Técnica e o delegado Francisco Carlos de Sá estiveram no local realizando procedimentos de praxe.  Amigos e parentes de Luiz afirmam que ele era temperamental, principalmente quando fazia consumo de bebida alcoólica. Esteve preso por homicídio em Riachão das Neves, tentativa de homicídio em Barreiras, e se envolveu em alguns atritos no bairro onde morava.  Diante dessas informações, a polícia suspeita que o crime tenha sido cometido por vingança, mas ainda não tem o nome do autor.

Luiz cumpriu pena na cadeia pública de Barreiras durante dois anos, por crime de homicídio contra Hilton Teixeira do Nascimento, ocorrido no povoado de Riachão do Pintor, município de Riachão das Neves/BA, em 08 de setembro de 1997, mas foi absolvido em júri popular, no dia 22 de julho de 2015, realizado naquele município. Na época, o mesmo já estava respondendo processo em regime de liberdade condicional.

Informações sobre o Júri Popular no link

O crime ocorreu em frente ao Mercado JN

Alô Alô Salomão