PLANSERV INCENTIVA ADOÇÃO DE HÁBITOS SAUDÁVEIS PARA COMBATER COLESTEROL ALTO

download

Prevenção e diagnóstico precoce são as palavras de ordem desta segunda-feira, 8 de agosto, Dia Nacional de Combate ao Colesterol. Em apoio à causa, o Planserv – Assistência à Saúde dos Servidores Públicos Estaduais orienta beneficiários a adotarem hábitos saudáveis. A dislipidemia é caracterizada pela presença de níveis elevados de lipídios (gorduras) no sangue. A a elevação do colesterol LDL, conhecido como “colesterol ruim”, não apresenta sintomas. Por isso, recomenda-se a avaliação laboratorial conforme recomendação médica.

Apesar de ser visto como um vilão, o colesterol é um tipo de gordura produzida pelo fígado essencial para o organismo. Ele está presente em todas as células do corpo e exerce importantes funções, tais como a produção de novas células, sais biliares, vitamina D e hormônios esteróides – como testosterona e progesterona. Entretanto, quando o colesterol LDL está alto, acima de 100 mg/dL, pode ocorrer a formação de placas de ateroma, que aumenta o risco de doenças cardiovasculares, inclusive infarto do miocárdio e Acidente Vascular Cerebral (AVC).

De acordo com a endocrinologista Lívia Costa, em cerca de 70% dos casos, a dislipidemia é causada pela produção excessiva de colesterol pelo próprio organismo, por fatores hereditários ou ligados ao metabolismo corporal. Em 30%, fatores externos como má alimentação e sedentarismo explicam o surgimento do problema. “Indivíduos com fatores de riscos associados, como hipertensão, diabetes, tabagismo ou com história familiar de colesterol elevado devem realizar exames anualmente”, destacou.

Os valores de referência para o colesterol LDL estão entre 70 e 130 mg/dl, mas aconselha-se mantê-lo sempre abaixo de 100 mg/dl, principalmente em pacientes de risco elevado de apresentarem doenças coronarianas, como é o caso de hipertensos e diabéticos. O tratamento do colesterol alto é feito a partir de mudanças na alimentação, prática regular de atividade física e, em certos casos, uso de medicamentos receitados pelo médico.

Saiba mais – As lipoproteínas HDL e LDL ligam-se ao colesterol para que este possa ser transportado pela corrente sanguínea, já que a sua consistência gordurosa não lhe permite dissolver-se no sangue. Conhecido como mau colesterol, o LDL transporta o colesterol do fígado até as células e favorece o seu acúmulo nas paredes internas das artérias, diminuindo o fluxo do sangue, estando diretamente relacionado a doenças cardíacas.

Já o HDL, chamado de “bom colesterol”, absorve os cristais de colesterol que são depositados nas artérias, removendo-o e transportando-o de volta ao fígado para ser eliminado. Desta forma, ele pode se tornar benéfico, reduzindo o risco de doenças do coração. “A prática de atividade física pode ajudar a elevar o bom colesterol. Escolher alimentos saudáveis e parar de fumar completam as mudanças para quem quer viver bem e com saúde”, concluiu Lívia Costa.

Imagem ilustrativa

Ascom | Planserv 

Alô Alô Salomão

bel-guincho-659x228