PLANTAS MEDICINAIS E FITOTERAPIA SÃO TEMAS DE SIMPÓSIO NA FASB

07_opt (1)

A Faculdade São Francisco de Barreiras (FASB) promoveu no último sábado (7) o I Simpósio de Bioprospecção de Plantas Medicinais e Fitoterapia, que abordou por meio de palestras técnicas as principais inovações e pesquisas relacionadas à extração dos principais ativos das plantas medicinais para o uso farmacológico e fitoterápicos. A mesa de abertura contou com a participação do diretor acadêmico da FASB, Roberto Marden Lucena, a coordenadora adjunta do curso de Biomedicina, Dayanne da Rocha Menezes e do coordenador do simpósio, Mússio Pirajá Mattos.

07_opt

Para ele, o evento é inovador por ser o primeiro com essa temática a ser realizado no oeste da Bahia. “É uma importante capacitação para que acadêmicos, pesquisadores e profissionais possam expandir suas pesquisas e as informações das plantas medicinais para que os resultados sejam revertidos em produtos e remédios para melhorar a saúde da população”. Pirajá foi o responsável pela palestra de abertura, quando abordou o tema “Plantas Medicinais: como os estudos etnofarmacológicos e quimiossistemáticos podem influenciar a pesquisa pré-clínica?” e também aprofundou sobre a “Bioprospecção de plantas medicinais como atividade antidiabética”.

O Simpósio integra o projeto de pesquisa e extensão da FASB em Plantas medicinais e Fitoterapia, cuja próxima fase é desenvolver o levantamento etnobotânico, com a pesquisa junto à comunidade local, das plantas medicinais mais consumidas na região. Ao participar do evento com a palestra “Metabolismo Secundário de Plantas Medicinais”, a professora do curso de Agronomia da FASB, a bióloga Juliane Karsten, acredita que o evento trouxe uma inovação e um enfoque diferenciado para o público, ao mostrar a importância das pesquisas com plantas medicinais da região, que podem trazer um inexplorado potencial farmacológico.

Participaram acadêmicos e profissionais da FASB e da Universidade Federal do Oeste da Bahia (UFOB), principalmente dos cursos de Agronomia, Biomedicina, Farmácia e Medicina. A estudante Iana Richeli gostou da organização do simpósio e acredita que todas as palestras abordaram temas relevantes por trazer um campo de pesquisa ainda a ser muito explorado. “O simpósio está trazendo uma base científica sólida com palestras ricas com profissionais qualificados. E reforça a importância do desenvolvimento de fármacos com base no princípio ativo das plantas como alternativa interessante para diversas terapias”, afirma.
O evento também debateu temas como a bioprospeção de plantas medicinais como atividade diabética; biosprospecção de plantas com atividade parasitária e métodos de separação e identificação dos princípios ativos. O simpósio contou, ao final, com o chá científico, quando foram debatidos aspectos importantes ao desenvolvimento dos medicamentos com princípio ativo de plantas medicinais. Também foram entregues lembranças em formato de xícara com saches de chás e sorteio de brindes aos participantes.

Fonte: ASCOM/FASB

Alô Alô Salomão

 

aloalosalomao-1