POLÍCIA FEDERAL CUMPRE MANDADO NA CASA DE JOÃO LEÃO E MARIO NEGROMONTE

leaoenegromonte- tvwebbarreiras_opt (1)

Um dos alvos da Operação Politeia, decorrente dos inquéritos originário da Lava Jato que correm no STF e envolvem suspeitos com foro privilegiado, é o vice-governador João Leão (PP), que anteriormente afirmou ter cagado e andado para as investigações. Agentes da Polícia Federal cumprem mandado de busca e apreensão nesta terça-feira (14) na residência do ex-deputado, citado em delação premiada por Alberto Youssef, no condomínio Foz do Joanes, em Buraquinho. Agentes também cumprem mandado no apartamento de Mário Negromonte e na sede do Tribunal de Contas dos Municípios e na casa do senador Fernando Collor de Melo (PTB).

ENTENDA A OPERAÇÃO POLITÉIA

A Polícia Federal, em conjunto com o Ministério Público Federal deflagrou nesta terça-feira (14) a Operação Politéia, que tem como objetivo o cumprimento de 53 mandados de busca e apreensão expedidos pelo Supremo Tribunal Federal, referentes a seis processos instaurados a partir de provas obtidas na Operação Lava Jato.

Os mandados, que foram expedidos pelos ministros Teori Zawascki, Celso de Mello e Ricardo Lewandowski, estão sendo cumpridos no Distrito Federal (12), bem como nos estados da Bahia (11), Pernambuco (8), Alagoas (7), Santa Catarina (5), Rio de Janeiro (5) e São Paulo (5). Cerca de 250 policiais federais participam da ação.

As buscas ocorrem na residência de investigados, em seus endereços funcionais, sedes de empresas, em escritórios de advocacia e órgãos públicos. As medidas decorrem de representações da Polícia Federal e do Ministério Público Federal nas investigações que tramitam no Supremo. Elas têm como objetivo principal evitar que provas importantes sejam destruídas pelos investigados.

Foram autorizadas apreensões de bens que possivelmente foram adquiridos pela prática criminosa. Os investigados, na medida de suas participações, respondem a crimes de corrupção, lavagem de dinheiro, evasão de divisas, fraude a licitação, organização criminosa, entre outros.

Fonte: Cidade Revista

Postagem: Joselia Brito

Alô Alô Salomão

xeque-mat-659x266