POLÍCIA MILITAR REFORÇA SEGURANÇA COM MAIS DE MIL HOMENS NO CARNAOESTE 2015

Image00025

Com a finalidade de combater a ação de criminosos, principalmente nos pontos de concentração de foliões, o 10º Batalhão da Polícia Militar contará com um efetivo de 1.155 homens durante os cinco dias de carnaoeste. Em entrevista ao jornalista Salomão Correia, no programa Ligação Direta da Rádio Vale, o Major Camilo Uzêda, comandante da coorporação, informou que o policiamento ostensivo diário nos bairros e zona rural não será prejudicado, vai manter sua rotina.

Ele destacou que o circuito Agnaldo Pereira terá um sistema de monitoramento com pelo menos três câmeras, que possuem zoom de longo alcance, para visualizar os locais com maior aglomeração de pessoas. “Teremos postos operacionais com nossas equipes no percurso do evento, policiais nas ruas de acesso ao circuito da folia e um alojamento para registro de ocorrências e triagem dos casos de detenções”, avisou.

Para buscar estratégias de combate à violência na cidade durante o Carnaoeste, especialmente no comércio, o comando da Polícia Militar realizou importantes reuniões com a Câmara de Dirigentes Lojistas de Barreiras, a Comissão voluntária pela paz, Sindilojas, SEBRAE e Associação Comercial de Barreiras – ACEB. “É importante que o lojista e a sociedade em geral contribuam com o nosso trabalho, adotando medidas preventivas, informando e denunciando os casos de violência”.

O major ressaltou que a área do circuito Cais Folia, que liga o cais da cidade à Praça Landulfo Alves será fechada a partir das 15h 00. “Foi uma importante decisão da organização da festa, porque não teremos problemas com a sonorização automotiva que tanto incomodava os moradores anualmente”, finalizou.

Na extensão do circuito foram instalados três pontos da Polícia Militar e do SAMU (Posto Sabrina IV, Pit Stop e Prefeitura). No Centro de Abastecimento (CAB) terá um centro de comando e monitoramento 24horas, para atendimento da Guarda Municipal, Juizado de Menores, Polícia Militar, Corpo de Bombeiros, Polícia Civil e de um Pronto Socorro para procedimentos emergenciais.

Alô Alô Salomão

 

casa-marceneiro