POPULAÇÃO DE BARREIRAS CLAMA POR MAIS SEGURANÇA DURANTE VI EDIÇÃO DA CAMINHADA DA PAZ

01 (1)

Com o objetivo de chamar a atenção das autoridades para o crescente e alarmante índice de violência em Barreiras, a população atendeu ao chamado da Comissão Voluntária da Paz e saiu às ruas em passeata, na tarde desta terça-feira, 16.  A segurança pública se tornou uma das principais preocupações e desafios dos moradores do município, porque a maioria das famílias já foi atingida direta ou indiretamente com algum tipo de violência.

05 (1)

Exibindo faixas e cartazes, uma multidão de pessoas saiu da Praça em frente à Câmara Municipal de Vereadores, no bairro JK e percorreu a Avenida Clériston Andrade e parte da Benedita Silveira, até o ponto de concentração, na Praça Castro Alves/Centro, onde todos oraram e diversas autoridades discursaram sobre o assunto em protesto.

02

A CVP tem sido intermediária de um conjunto de ações democráticas, visando unir os poderes públicos, classe empresarial e membros da sociedade em geral, na estruturação de mecanismos de combate a criminalidade. Dentre as principais conquistas advindas de debates e dos protestos ocorridos nos últimos cinco anos, podemos citar a melhoria na infraestrutura da Polícia Militar e a implantação de uma unidade do Corpo de Bombeiros nesta cidade.

04

Dados registrados no complexo policial do bairro Aratu, comprovam que somente no primeiro semestre deste ano, Barreiras já registrou 39 casos de homicídio, o maior número de sua história, em tão curto espaço de tempo. As informações policiais, também afirmam que os roubos superam as estatísticas de anos anteriores. Eles ocorrem em via pública, residências e estabelecimentos comerciais.

03

“Em notícia publicada no site da Câmara de Dirigentes Lojistas, o presidente da instituição, Rider Mendonça e Castro comentou que vê as ações realizadas em prol da segurança pública em Barreiras como fundamentais para despertarem em cada morador da cidade o espirito de inconformismo com as práticas criminosas que assolam a região Oeste. Ele afirma ainda, que a indignação poderá contribuir para fortalecer esse grupo que busca soluções para combater a criminalidade”.

Postagem: Joselia Brito

Alô Alô Salomão

 

Proteção-NOVA11-659x3981-659x398