PREFEITURA CONTINUA COM AÇÕES DE CONSERVAÇÃO AMBIENTAL EM PROPRIEDADES RURAIS

Processo de mistura das sementes_opt (1)

Processo de mistura das sementes. Ao total 27 espécies nativas foram plantadas.

A prefeitura, através da Secretaria de Meio Ambiente e Economia Solidária (Sema), continua realizando as atividades pioneiras de recuperação de áreas ambientais degradadas. Desde 2011 o governo municipal tem apoiado e realizado atividades socioambientais que unem a produção e a conservação do bioma Cerrado no oeste da Bahia. Neste último sábado,18 a Fazenda Agronol- Agroindustrial S.A, implantou mais 5,2 hectares de experimento com a técnica da Muvuca. Ao total a prefeitura já plantou 11,2 hectares de Muvuca e utilizou mais de 2,4,t de sementes nativas este ano.

Para realizar o plantio de 5,2 hectares foram necessárias 6 horas_opt (1)

Para realizar o plantio de 5,2 hectares foram necessárias 6 horas

A Muvuca, uma espécie de mistura de sementes de árvores nativas é um trabalho que envolve moradores de comunidades rurais, técnicos ambientais, produtores rurais e o governo municipal. A Sema, articula uma rede de coletores de sementes que movimenta uma economia paralela ao mercado local, com o comércio dessas sementes. Pessoas de baixa renda se beneficiam com a necessidade de recuperar áreas em grandes propriedades rurais.

Algumas espécies são plantadas manualmente para evitar a dano a sementes_opt (1)

Algumas espécies são plantadas manualmente para evitar a dano a sementes

“Nosso município busca se desenvolver com sustentabilidade econômica, social e ambiental, vamos continuar investindo em pesquisas ambientais para que o oeste da Bahia seja reconhecido não somente por altas produções agrícolas e sim com qualidade de produção, aliada a conservação da região onde vivemos”, disse o prefeito Humberto Santa Cruz.

Para que este sistema de recuperação de vegetação consiga se estabelecer e se desenvolver de maneira correta é necessário investimentos. A secretária de Meio Ambiente e Economia Solidária, Fernanda Aguiar conta que em breve deve ser inaugurada a Casa de Sementes, localizada no Centro de Educação Ambiental do Município. “Existe uma Rede de Coletores e para movimentar esse grupo é necessário demanda de muita sementes”, explica.

A Muvuca ainda está em fase de estudo e análise, o gerente da Fazenda Agronol- Agroindustrial S.A, Jeferson Bordin pontua, “precisamos recuperar nossa área e gostei da ideia de utilizar equipamentos agrícolas para plantar árvores, é diferente de se plantar mudas. A prefeitura se comprometeu em nos ajudar no monitoramento técnico dessa área. Estou curioso para ver o resultado da Muvuca”, finaliza Bordin.

Fotos – Sema Lem

Fonte: ASCOM/L.E.M

Alô Alô Salomão

 

JAVAN MODAS