PREFEITURA DE BARREIRAS DEMITE GARIS

img_gari-no-meio-carros_sem-equipamento-protecao_opt

“Tenho contas de comidas pra pagar e agora, não sei o
que fazer. Meus filhos não podem passar fome só porque o prefeito perdeu as eleições”
Lamento de uma gari.

Chegou à redação do Novoeste a denúncia de que a Prefeitura de Barreiras demitiu os profissionais responsáveis pela limpeza e coleta do lixo na cidade, os garis. Segundo eles, foram demitidos sem aviso prévio, o que deixou muitos desesperados já que saem sem direito a nada. “Tenho contas de comidas pra pagar e agora, não sei o que fazer. Meus filhos não podem passar fome só porque o prefeito perdeu as eleições”, lamentou uma gari.

Só para lembrar, a questão dos garis barreirenses vai além de inclusão social, viola e devia direitos básicos como o 13º salário, férias e outros. Outra questão, que também merece destaque, diz respeito dos professores contratados pelo município, onde o gestor insiste em desrespeitar o que determina a lei que garante os direitos dos municipários.

Durante a cerimônia, perguntamos ao procurador chefe do MPT, na Bahia, Alberto Balazeiro, se ele já sabia sobre estas denúncias e o que teria a nos dizer. Sua resposta foi simples e direta: “não estou sabendo, mas, se vocês receberam no jornal esta denúncia, ela tem que ser trazida para o MPT para que seja investigada. E, caso sejam comprovadas essas irregularidades, os contraventores terão que ser punidos, de acordo com a lei, afinal o Ministério Público do Trabalho está aqui para servir à comunidade, sem distinção” concluiu.

A problemática com os garis, após várias denúncias, inclusive embasadas em documentação repassada ao chefe de fiscalização da GRTE/Barreiras/BA até então nada foi feito e, pelo visto, irá continuar assim; até que se prove o contrário.

Vale ressaltar que, na cidade, não existe ninguém e nem instituição que os representem legalmente. Talvez por isso, temem em reclamar, por medo ou receio de retaliações, violência física e até mesmo a perda de seu emprego, já que têm família para sustentar.

Sendo assim, irmãos garis de Barreiras, é o momento de unirem forças entre vocês da classe e correr para a nova sede do MPT, haja vista, o procurador chefe do órgão na Bahia ter garantido, na sua fala, que o órgão está aqui para isso, “para servir à comunidade, sem distinção”.

Fonte: Novoeste

Alô Alô Salomão

VEM-PRA-REAL-_opt