Prefeitura de Barreiras realiza Consulta Pública para apresentação do Projeto Técnico de criação do Monumento Natural Cachoeira do Acaba Vida

 

A Prefeitura de Barreiras por meio da Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Turismo, dentro do Projeto Barreiras Bonita por Natureza, realizou na tarde dessa quinta-feira (08) uma Consulta Pública para apresentar o Projeto Técnico para criação da Unidade de Conservação Municipal Monumento Natural Cachoeira do Acaba Vida. O evento que aconteceu no auditório do Centro Administrativo de Barreiras, reuniu professores, acadêmicos da Universidade Federal do Oeste da Bahia (UFOB), Universidade do Estado da Bahia (UNEB), Faculdade São Francisco de Barreiras (FASB), Secretários Municipais, Instituições e representantes da sociedade civil organizada, teve como objetivo expor os fatores determinantes, bem como as propostas e os aspectos positivos para a criação do monumento.

O secretário Demósthenes Júnior acompanhado do diretor da Unidade Regional Rio Grande que também representou o INEMA, Saul Reis e do coordenador do projeto técnico, Valmir Dâmaso, falou da importância dessa fase para a criação do Monumento Natural Cachoeira do Acaba Vida. “A proposta de hoje foi o complemento da metodologia que é aplicada para criar a Unidade de Conservação, com essa consulta pública concluímos 70% da etapa do projeto, onde as pessoas puderam opinar sobre a criação da Unidade de Conservação de Proteção Integral que está dentro da APA da Bacia Hidrográfica do Rio de Janeiro, com foco na preservação do ecossistema da localidade, para assim garantir a beleza cênica da cachoeira”, destacou.

A implantação de uma Unidade de Conservação Municipal tem como meta primordial a proteção da biodiversidade, a recreação, pesquisa, educação ambiental, bem como o uso turístico de base sustentável de uma das diversas áreas naturais e, que necessitam de proteção do município. Nessa fase, a Secretaria de Meio Ambiente e Turismo mostrou que o empreendimento público proposto como Monumento Natural Cachoeira do Acaba Vida, abrange uma área de aproximadamente 50 hectares, contendo vegetação nativa do bioma do Cerrado em bom estado de conservação, fauna diversificada, rio e veredas.

Em sua apresentação, o responsável técnico do projeto, Valmir Dâmaso destacou o tamanho da localidade, aspectos positivos e que podem ser explorados na comunidade da Cachoeira. Já a Turismóloga Ana Rita destacou como o ecoturismo pode ajudar na preservação e no resultado no crescimento econômico e social, também na promoção do desenvolvimento do turismo com bases cultural e ecologicamente sustentável.

Durante a consulta pública foram debatidas propostas e discussões sobre a importância da Unidade de Conservação Municipal Monumento Natural Cachoeira do Acaba Vida. “Parabenizo todos pela iniciativa de promover um encontro tão rico e importante para a região e a conservação dessa importante cachoeira. Minha intervenção foi de fazer uma sugestão de acrescentar um observatório simples astronômico, para também explorar o espaço durante a noite”, opinou Carlos Leite, representando a Acrioeste.

O Projeto Técnico para criação da Unidade de Conservação Municipal Monumento Natural Cachoeira do Acaba Vida já passou por outras etapas, como a apreciação pelo Conselho Municipal de Defesa do Meio Ambiente, do Conselho Gestor da APA do Rio de Janeiro, além da realização de uma oficina na Comunidade de Cerradão, localizada na área entorno da cachoeira. O próximo passo será a construção do parecer técnico da Secretaria do meio Ambiente e Turismo e o parecer jurídico, além de outras consultas para o plano de manejo e criar o Conselho Gestor.

 

Dircom

Alô Alô Salomão