PRESOS RECLAMAM DE FALTA D’ ÁGUA E PROMOVEM REBELIÃO NO COMPLEXO POLICIAL DE BARREIRAS

PRESOS RECLAMAM DE FALTA D’ ÁGUA E PROMOVEM REBELIÃO NO COMPLEXO POLICIAL DE BARREIRAS_opt

O clima ficou tenso durante a noite deste domingo, 18, no Complexo Policial do bairro Aratu em Barreiras, no Oeste da Bahia, com o motim provocado pelos presos que reclamavam da falta de água nas celas da cadeia pública. A Embasa suspendeu o abastecimento de água no sábado (17) em todos os bairros, para consertar o quebramento em trecho da rede adutora, localizado próximo à Ponte da BR-020. Esse período foi o suficiente para provocar escassez de água na unidade prisional.

Os presos promoveram quebra-quebra e confusão a partir das 21h 30 e foram até a madrugada desta segunda-feira, 19, fazendo barulho. De acordo com a polícia civil, os detentos têm sido maltratados, assim como sofrido com a péssima estrutura da cadeia. Muitos passam mal nesta época de calor, por causa da ausência de ventilação nas celas e falta de uma área para o banho de sol.

Agentes investigadores e delegados de polícia aguardam a inauguração do Centro de Detenção Provisória do município, que já está totalmente pronto. O secretário de Administração Penitenciária do Estado, Nestor Duarte deixou de cumprir pelo menos três vezes a data prevista para entrega da obra. A última previsão foi 15 de outubro. A unidade terá capacidade para 533 detentos.

Postagem: Joselia Brito

Alô Alô Salomão

CACHORRO QUENTE DO MENININHO