PRESOS TENTAM PRATICAR NOVA EXECUÇÃO NA CADEIA PÚBLICA DE BARREIRAS

preso-prontos_opt

Os prisioneiros da cadeia pública de Barreiras, Micael da Silva Pereira, 22 anos e Edson Santos da Silva, 22 anos foram agredidos por outros detentos, a socos e pontapés, numa ala conhecida por “cadeião”, onde são mantidos os indivíduos que cometeram crimes graves.

Os agentes investigadores de plantão interferiram e impediram consequências mais graves. Micael foi agredido pela manhã e Edson durante a noite. Devido ao espancamento, ambos passaram mal na manhã deste sábado (25), mas foram atendidos e medicados por uma equipe do SAMU acionada pelos plantonistas.

No último dia 20/11, o detento Adailson Barbosa Vieira, de 21 anos, conhecido por Ceará Macumbeiro foi espancado, decapitado, teve os olhos arrancados e a língua decepada por outros detentos na mesma unidade prisional. Após praticarem esta barbaridade, eles expuseram um bilhete que foi colocado sobre o corpo do detento, com as frases: queremos nossos direitos, estamos com fome, cobal e visitas toda semana. Cobal é uma prática em que as famílias ganham a liberdade de levar comida, roupas e medicamentos para eles.

Para combater os conflitos, os delegados Joaquim Rodrigues e Rivaldo Luz transferiram alguns reclusos para outras cadeias da região e realizaram uma operação “pente fino”, na semana passada, que terminou com a apreensão de seis aparelhos celulares, dois carregadores, pequena quantidade de maconha e armas artesanais fabricadas com pedaços de ferro.

Os encarcerados justificam seus atos de rebeldia reclamando das condições sanitárias da delegacia, falta de ventilação nas celas e celeridade no julgamento de seus processos.

A cadeia tem capacidade para 33 presos e está com 98 atualmente. Esse problema poderá ser minimizado com a construção do Centro de Detenção Provisória de Barreiras que demora ser inaugurado, apesar de estar com 80 por cento das obras concluídas. O Governo do Estado alega que as propostas das empresas participantes do processo de licitação estão dificultando a retomada dos serviços.  A unidade terá capacidade para 533 detentos, mas atenderá vários municípios do Oeste.

Fatos relacionados…

BARREIRAS: PRESOS EXECUTAM COMPANHEIRO DE CELA E MANDAM RECADO GROSSEIRO AO JUIZ DA VARA DE EXECUÇÕES PENAIS DO MUNICÍPIO

JUÍZA SOFRE ASSALTO NO CENTRO DE BARREIRAS E SUSPEITO JÁ ESTÁ PRESO

Alô Alô Salomão

unnamed-1