Projeto Educacional de Sensibilização e Padronização do Policiamento Comunitário termina nesta sexta-feira (12)

A Polícia Militar da Bahia, através do Departamento de Polícia Comunitária e Direitos Humanos – DPCDH e do Comando de Policiamento da Região Oeste – CPR-O, deu início na segunda-feira (08) e encerra nesta sexta- feira (12) o Projeto Educacional de Sensibilização e Padronização do Policiamento Comunitário, cujo objetivo é sensibilizar e padronizar a aplicação do policiamento comunitário junto aos gestores de unidades operacionais em suas respectivas áreas.

O projeto educacional é destinado a todos os gestores de Organizações Policiais Militares (OPM), executores do policiamento comunitário na PM/BA e membros da sociedade civil que atuam no conselho comunitário, com o objetivo de treinar o efetivo para aplicação de ações de policiamento comunitário e direitos humanos.

Com a finalidade de otimizar o emprego da equipe do Departamento de Polícia Comunitária e Direitos Humanos, está ocorrendo no mesmo período, o Curso Nacional de Promotor de Polícia Comunitária (CNPPC), com o objetivo de capacitar os policiais militares que estão sendo empregados na Base Comunitária de Segurança Pública e demais Organizações da Polícia Militar integrantes do Comando de Policiamento Regional Oeste (CPR0).

De acordo com o diretor do Departamento de Polícia Comunitária e Direitos Humanos, Coronel Admar Fontes, o curso pretende capacitar Policiais Militares a estabelecer a ordem pública, orientados pela filosofia de polícia comunitária e através disso atuarem na mobilização social das lideranças comunitárias.

“Queremos estreitar mais ainda o relacionamento de nossos policiais e demais instituições que possuem à missão de cuidar de segurança pública, com a população, para que ela também nos ajude nesse processo de redução dos índices de violência na Bahia”, ressaltou o Coronel.

O evento será encerrado com importantes palestras no auditório do Hotel Morubixaba.

Coronel Admar e instrutores do projeto

Alô Alô Salomão