SUPERVISOR DA EMPRESA DE SEGUROS ASSALTADA EM BARREIRAS REGISTRA O FATO NA DELEGACIA

DSCF4228_opt

O supervisor de logística da Prosegur Brasil S.A, o senhor Cosme Gonçalves Pereira informou na delegacia de Polícia, em Barreira/BA, detalhes ocorridos na madrugada de ontem (22), por volta de 01h 30, durante o roubo na empresa.

aa_opt
Contou que o segurança percebeu cinco indivíduos em atitude suspeita, na parte externa, na Rua São Sebastião, entretanto, acionou o alarme e efetuou disparos de arma de fogo na direção deles, que se protegeram atrás de um carro forte. Ao mesmo instante, notou outro grupo manuseando uma bomba, tentando invadir a empresa pelo fundo, e efetuou novos tiros. O artefato explodiu e derrubou parte do muro, facilitando a entrada deles ao recinto.
DSCF4217 - Cópia_opt

A partir daí, o segurança se trancou numa sala, de onde alega ter ouvido várias explosões e rajadas de metralhadoras e fuzis. Ele não soube precisar o numero de componentes do bando. O denunciante não informou a quantia roubada, uma vez que, a incumbência de fazer a contagem do numerário é da diretoria financeira de segurança da instituição privada de valores.

Na madrugada do assalto, de acordo com relatório da Polícia Civil, ao tomar conhecimento por meio de ligações telefônicas, uma equipe policial sob comando do delegado titular Joaquim Rodrigues deslocou-se para o endereço indicado, onde constatou a ação criminosa e iniciou intervenção de combate em conjunto com a Polícia Militar. Os bandidos ficaram posicionados na esquina da Avenida São Sebastião, disparando consecutivos tiros de fuzis, não oferecendo qualquer chance de aproximação do aparato policial, enquanto outros explodiam os cofres da empresa.

Depois da incursão ao pátio da Prossegur, a facção derrubou uma parede com uso de explosivos e cortou alguns ferros para chegar até os cofres. Na fuga, abriu caminho a tiros, chegando a balear um policial militar na perna e seguiu no sentido Riachão das Neves, pela BR – 135, em duas SW4 preta, depois tomarem de assalto uma Nissan/Frontier e pegaram rumo ignorado.
DSCF4221 - Cópia_opt
A investida policial perfurou o motor, vidros e a lataria de veículos dos assaltantes. Algumas balas transfixaram a carroceria e cabine dos carros. Em um deles havia marcas de sangue.

Uma máquina usada para cortar ferros, caminhonetes utilizadas pelo bando, cápsulas de balas de diversos calibres foram encontradas no local do assalto, além de uma caixa de “miguelitos”, grampo para proteção de muro, que estava em cima de uma Hilux prata, abandonada nas imediações da Mitsubish Motors. Todo material apreendido foi encaminhado para o Complexo Policial do bairro Aratu.

Outros veículos apreendidos

Uma guarnição da Cipe/Cerrado apresentou na mesma unidade policial, um veículo Frontier, cor branca, placa OUL-3812, mais 21 “miguelitos”, que estavam espalhados no asfalto da BR 135, próximo ao povoado Pedra de Cal. No mesmo ponto da rodovia havia um veículo Gol, placa JFS 7784, cor cinza, porém, não o conduziram para a delegacia por não estar funcionando. Um guincho foi providenciado para fazer sua remoção.

Também abandonaram uma caminhonete Hilux , SW4 de placa NWS 5737(clonada). Sua placa original é NTJ 7403 (carro roubado), o qual estava no Km 173 da BR 135, perto do Pólo Industrial, com oito bananas de dinamites. Sendo o exército acionado para fazer o recolhimento e destruição dos explosivos.

DSCF4226_opt

Até o fechamento desta matéria a polícia ainda não tinha informações sobre a prisão da quadrilha que aterrorizou a população de Barreiras. A ação durou quase duas horas. Foram ouvidas pelo menos seis explosões, rajadas de metralhadoras e tiros de fuzis ponto – 40 e ponto – 50.

Alô Alô Salomão
42051496-32c2-4be0-99f2-8e3c7ee14497_opt