VILA AMORIM: CRUZAMENTO PERIGOSO FAZ NOVAS VÍTIMAS

Image00003

A colisão entre as motocicletas aconteceu no perigoso cruzamento da Rua Otacílio Monteiro da Franca, com a BR-135, nas proximidades do ponto final de coletivos do bairro Vila Amorim. O vendedor de automóveis Geovane Rodrigues Batista, 21 anos, transitava pela rodovia em direção a sua residência no bairro Barreirinhas, numa Yamaha/YBR, cor prata, quando o ajudante de carpinteiro, Francineto da Silva Souza, de 33 anos, conhecido por Neto, atravessou a pista no sentido Hospital do Oeste, provocando o acidente. Ele conduzia uma Shineray, cor preta e tinha sua esposa, a dona de casa Lucineide dos Reis da Silva Rodrigues, como carona.

Image00001

Quem presenciou, estava atribuindo a um milagre a sobrevivência dos três. Geovane e sua moto foram parar no canteiro central da rodovia. Ele nada sofreu. Francineto fraturou a perna esquerda e Lucineide ficou com pequenos hematomas em um dos ombros. Apesar de terem caído no asfalto. De acordo com testemunhas, o casal usava capacetes. “Meu marido tinha quebrado a mesma perna em outro acidente de moto, há cinco meses. Ainda está usando platina”, comentou Lucineide.

Image00002Image00008 Image00009

Neto recebeu socorro do SAMU e foi encaminhado para o HO. As duas motos ficaram bastante danificadas. Uma guarnição da Polícia Militar estava sendo aguardada para registrar um Boletim de Ocorrência e adotar as providências de rotina.

Image00005 Image00006 Image00007

Comerciantes e moradores reclamam da falta de sinalização e redutores de velocidade no local. A Prefeitura Municipal já começou implantar o sistema de controle eletrônico de velocidade. Retirou um quebra-molas que ajudava reduzir a fluidez no tráfego e instalou dois postes e caixas, que receberão os aparelhos de radares, mas não retornou para concluir o trabalho. “Aqui ficou mais perigoso. O município precisa fazer logo o que precisa”, comentou um popular.

Alô Alô Salomão

 

BEL GUINCHO