Questões de interesse do Oeste Baiano são debatidas em sessão itinerante da UMOB em Riachão das Neves

A primeira sessão itinerante da UMOB – União dos Municípios do Oeste da Bahia, em 2019, foi conduzida pelo presidente da instituição, prefeito de Riachão das Neves, Miguel Crisóstomo, na tarde desta sexta-feira, 10, no plenário da Câmara Municipal. O encontro teve como temas centrais apresentar dados contratuais e gestão de saneamento nos municípios atendidos pela Embasa, cronograma do Plano Diretor Participativo (PDU) e Plano Diretor de Desenvolvimento Urbano (PDDU), Programa de qualificação e planejamento de exportações (PEIEX), avaliação do Termo de Cooperação Técnica para elaboração do Plano Intermunicipal de resíduos sólidos e adoção de medidas estatutárias em desfavor dos consorciados inadimplentes junto ao CONSID – Consórcio Intermunicipal do Oeste da Bahia.

Estiveram presentes o Superintendente de Planejamento e Gestão Territorial, da Secretaria de Desenvolvimento e Planejamento Urbano da Bahia, Armindo Gonzalez Miranda; gestores dos municípios de Formosa do Rio Preto, presidente do CONSID, Termosires Dias dos Santos Neto; Catolândia, presidente do Consórcio de Saúde do estado na região Oeste, Gilvan Pimentel Ataíde; Muquém do São Francisco, Márcio Mariano; Correntina, Nelson Leal (Maguila), Barreiras, Zito Barbosa, a presidente da Câmara municipal de Riachão das Neves, Socorro de Tonho de Santo, os vice-prefeitos de Riachão das Neves, Belém Bonfim, de Santa Rita de Cássia Ranulfo Barbosa, vereadores, Sirla da Saúde, Jani do Cariparé e Dr. Daniel Correia, secretários municipais e representantes de órgãos convidados para debater os temas propostos.

Armindo Gonzales fez um breve relato sobre o conteúdo que vem sendo discutido e elaborado com finalidade de definir os destinos dos resíduos sólidos na região. Enfatizou que a responsabilidade é dos municípios, mas o estado, por determinação do governador, já colocou o projeto em seu plano de governo e vem apoiando o consórcio. “Vamos apoiar na análise e resolução do problema. Pra isso a gente está criando um instrumento, um termo de cooperação técnica com o consórcio visando fazer um plano intermunicipal de resíduos. Faremos um diagnóstico, depois uma proposição de prognóstico e dissolução compartilhada dos resíduos da região”.

O assunto (resíduos sólidos) é pautado pela UMOB desde 2018, que promoveu importantes debates com a sociedade civil organizada em busca de uma proposta compatível com as condições técnicas, financeiras e sociais dos municípios. “Temos alcançado importantes resultados em nossas reuniões. Sempre realizamos audiências com o governador, justamente buscando soluções para as principais demandas dos municípios do Oeste, que antes eram esquecidos, principalmente por causa da distância que temos da capital”, comentou o presidente da UMOB.

Catherine Franca responsável pelo Núcleo de Planejamento e Gestão da EMBASA apresentou dados contratuais e de gestão do saneamento de água nos municípios atendidos pela concessionária e comentou que apenas dois desses municípios do Oeste não são deficitários no orçamento da empresa. Os prefeitos contestaram tal ponto de vista, e consequente, cobraram da direção da Embasa a ampliação do sistema de abastecimento de água potável em comunidades que estão enfrentando problemas com a escassez e decadência da prestação do serviço de saneamento, sobretudo na zona rural. “Os municípios possuem contratos antigos e defasados com a Embasa, que precisam ser revistos. Podemos citar Riachão das Neves como exemplo, onde ela assiste apenas três mil pessoas. Localidades como Cariparé, Entrocamento, São José, Barra do Riacho e Assentamento Rio Branco são atendidas pelo município e geram grande desperdício de água e despesas que excedem nosso orçamento e sabemos que isso é de responsabilidade dela (Embasa)”.

O gerente geral do Banco do Nordeste do Brasil, Francisco Carlos e a agente de desenvolvimento da instituição financeira, Marly de Figueiredo Ramos expuseram dados estatísticos e outras Informações sobre programas e atividades de investimentos voltados para a política de desenvolvimento regional.

O evento foi iniciado com manifestações de apoio aos familiares dos servidores públicos do município de Riachão das Neves, Pedro Antonio da Silva Filho, 63 anos e Carlos Laurencio Batista da Silva, 54 anos, que morreram em trágico acidente na BR 135, rodovia de acesso a Barreiras, no início da noite desta quarta-feira (08), em seguida, houve uma descontraída apresentação de membros do Instituto Brasileiro de Capoterapia.

A sessão itinerante se encerrou com um coffe break, por volta das 17h 30. A próxima está programada para o município de Catolândia, com data a ser definida.

Alô Alô Salomão